domingo, 25 de dezembro de 2016

E já todos os miminhos foram entregues...

Pois é, a esta hora já todos receberam e entregaram os presentes, com excepção de alguns casos. 
A parte principal do Natal, sobretudo para as crianças, já passou. 
Todas as expectativas já se desvaneceram.
Aqui ficam algumas imagens de parte dos presentes que fiz para oferecer.
Este Natal, foi muito a pulso... 
Espero que todos tenham gostado do que receberam, porque tudo foi feito com amor. 














Feliz Natal para todos!



sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Adeus tristeza - Fernando Tordo

Saibam todos

Saiba - Adriana Calcanhoto


Conversas de avó e neta, de novo

A neta veio fazer a árvore de natal comigo, como sempre tem feito, desde que anda e fala. Depois de terminada a árvore, passamos ao presépio. 
A dada altura, apareceu o castelo e os Reis Magos. 
Lembrei-me então de lhe falar sobre os ditos Reis: 
- ... e então chamavam-se: Baltazar,  Gaspar e... e ... 
- Belchior,  avó,  Belchior.












Um pouco depois...
- Avó,  tens o Rodolfo...
- Quem?
- O Rodolfo, avó!
-  Mas quem é o Rodolfo?
- Avó, é a Rena do pai natal, a rena mais importante.
- A avó tem o Rodolfo? Onde?
- Aqui avó, não te lembras?












Natal (continuação)

Para juntar, fazer conjunto e gastar toda a la que sobrou, desta prenda de natal, aqui apresentada, fiz mais estas pantufinhas .
Acabaram por ficar um pouco grandes...
Espero que gostem...




As crianças também dão lições de moral

Diz a criança: - Já fizemos a árvore de natal.
Adulto: - Já está?
Criança: - Sim. (pausa) Já fizeste a tua?
Adulto: - Não, não faço.
Criança: - Não fazes? Porquê?
Adulto: - Não sei, nunca fiz.
Criança: - Não sabes? (pausa) Eu sei. Porque não és mãe, não tens filhos. Se tivesses filhos fazias. Todas as mães fazem árvore de natal para os filhos.










segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Uns dias para viver, longe da rotina

Saída de casa pelas 19H00;
Jantar fora, e depois compras de última hora, num supermercado mais próximo.
Carro a caminho e paragem na aldeia habitual para pernoitar.
Casa gelada, acende-se a lareira e liga-se o aquecimento.
Melhor!
Arrumam-se as compras e as malas, tudo se começa a sentir a uma temperatura melhor. Está na hora da deita. Boa noite!
E foi mesmo.
Manhã seguinte, depois dos preparativos matinais, ruma-se a Pombal, afinal vamos ficar por cá mais uma noite e um dia e meio, precisamos de mantimentos.
Compras feitas, volta-se para a aldeia que está na hora do almoço: chicharro grelhado acompanhado de salada,  mesmo à maneira.|
E descanso! Dia bonito mas frio! Afinal é 1º de Dezembro! 
Horas de jantar, como o tempo corre.
Afinal, com a lareira sempre acesa, há brasas suficientes para se grelharem umas febras acompanhadas de salada.
Conversa, um pouco de TV, leitura, tricot... e começam os olhos a quererem-se fechar,  caminha e bons sonhos. 
Resolve-se à última da hora, almoçar ainda em casa, afinal há alguns restos que chegam bem para o almoço e a máquina da roupa ainda está a lavar. Com o sol e o vento que faz lá fora,  fica tudo lavado e arrumado. 
15H30, aí vamos nós. 
Paragem ainda em Pombal, para compras de última hora. 
Bom tempo!
Próxima paragem, Braga, há necessidade de gasóleo. 
19H00, Monte Prado Hotel & Spa, Melgaço, no Minho, entre o rio Minho e o Gerês e as cadeias montanhosas da Galiza, Espanha.
Melgaço, afinal são horas de jantar e o restaurante do hotel está cheio, vamos para o Chafarix que já conhecemos, comer um bacalhau com broa. 
Nesta época do ano, tudo está bonito com os enfeites e as luzes de Natal, mas a noite é bem fria. Regressamos ao hotel. Boa Noite!
Um grande pequeno almoço : ) 
Massagens e... Viva o spa!
Horas de nos recompormos para o almoço.
Destino: Ponte de Lima que tanto gostamos.
Um sol lindo mas frio.
 
Restaurante a Tulha que já conhecemos e gostamos e onde se almoçou divinalmente uma posta fatiada e não só, porque dias, não são dias.
Passeio a pé mas também de carro.
Já noite, regressámos ao hotel para um lanche regional servido no bar do hotel. 
Domingo, tudo tem um fim, mas calma ainda o dia é uma criança, mais um pouco de spa.
E agora, vamos lá almoçar a Águeda, no restaurante Casa Vidal.
Aconcelho piamente, o leitão estava delicioso.
Agora, cá estamos nós de novo a continuar a preparar o Natal 2016 e a tudo fazer para levar a vida para a frente e esperar outros próximos dias sem rotina...